Emissor nota fiscal para Contabilidade e Contador

Emissor nota fiscal para Contabilidade e Contador

Emita notas sem restrições para todos seus clientes

Contabilidade e contadores vivem uma realidade muito distante do sonho de todo empreendedor. Lidar com múltiplos sistemas que geram demanda e custos, são um dos fatores de dificuldade. Com a falta de provedores de conhecimento de notas fiscais no Brasil, principalmente órgãos públicos, grande parte das micro e pequenas empresas tem dificuldade de entendimento e emissão de notas fiscais.

Este encargo por si passa a ser do seu maior consultor, o Contador. Este papel que torna-se cada vez mais importante para empresas e autônomos que buscam se manter atualizados e até reduzir custos em seus gerenciamentos.

Pensando em todos estes processos que envolvem notas fiscais, nos deparamos com a real necessidade de que Contabilidades e Contadores utilizam sistemas de emissão de notas para auxiliar seus clientes no controle de notas. Este cenário remete ao Contador a necessidade de busca no mercado de um sistema emissor de notas, porém que não gere custos elevados – para que não seja repassado ao cliente final.

tabela

Emissor Online e Multi Empresas

E aqui que entra o emissor gratuito de nf-e Gosocket, com ele todo contador poderá emitir as notas de seus clientes em uma única plataforma online e segura. Nele tanto o contador como seu cliente terão acesso as notas emitidas e poderão emitir de qualquer computador, usando seu navegador.

Com o Gosocket, empresas podem cadastrar seus CNPJs e emitir as notas sem restrições, gerando ainda o armazenamento automático das notas na nuvem. Com um sistema totalmente online, permite empresas cadastrarem clientes, produtos e transportadoras de forma totalmente segura. Neste ponto a emissão de notas então passa a ser um procedimento rápido e automático.

doc_recebidos

Agora, você  possui uma contabilidade ou é um contador independente?
O portal Gosocket poderá lhe ajudar e MUITO na gestão de Notas Fiscais de seus clientes, de maneira Online, Segura e Fácil.

Acesse www.gosocket.net e fale com nosso suporte.

Cadastrar e Testar Grátis


Como emitir uma nota fiscal de estorno?

Como emitir uma nota fiscal de estorno?

Nota fiscal de estorno

O estorno em operações com notas fiscais irá ocorrer quando, uma nota fiscal não for cancelada dentro do prazo legal de 24 horas. Por isso nesta caso a correção deve ser realizada através da emissão de NF-e de estorno.

Quando ocorrer essa situação e sua mercadoria ainda não tenha efetivamente circulado, ou seja, para os efeitos legais não houver o fato gerador do imposto, é possível emitir uma NF-e de estorno para sanar alguns problemas que poderiam ser gerados, como:

  • Pagamento dos Impostos: Como a nota não foi cancelada sua empresa vai ter que contabiliza-la para pagamento do imposto no mês de apuração. É necessário compensar esse imposto pago.

  • Estoque de mercadorias: Mesmo a mercadoria não tendo saído de seu estabelecimento, para o fisco ela saiu pois a NF-e foi autorizada. É necessário oficialmente, retornar essas mercadorias ao estoque.

A solução recomendada pela própria Sefaz é emitir uma NF-e de estorno que vai compensar o imposto pago e retornar as mercadorias ao estoque.

 

Como emitir uma nota fiscal de estorno?

A nota fiscal de estorno terá algumas características que deverão ter sua atenção, principalmente no tipo de documento e  finalidade de emissão da nota fiscal. Estas mudanças são rápidas e devem ser conferidas pelo seu contador a fim de evitar problemas futuros.

Portanto para emitir sua nota de estorno você deverá ter as seguinte configurações:

  1. Tipo do documento = “0 – Entrada”
  2. Finalidade de emissão da NF-e (campo FinNFe) = “3 – NF-e de ajuste”
  3. Descrição da Natureza da Operação (campo natOp) = “ Estorno de NF-e não cancelada no prazo legal”
  4. Referenciar a chave de acesso da NF-e que está sendo estornada (campo refNFe)
  5. Dados de produtos/serviços e valores equivalentes aos da NF-e estornada
  6. Códigos de CFOP inversos aos constantes na NF-e estornada (exemplo: a nota de saída tem o CFOP 5101 entao a nota de estorno será 1101).
  7. Informar a justificativa do estorno nas Informações Adicionais de Interesse do Fisco (campo infAdFisco).
  8. Caso sua empresa tenha incidência de PIS e COFINS, verifique com sua contabilidade quais códigos usar

 

Também deverá lavrar um Termo no Livro Registro de Utilização de Documentos Fiscais e Termos de Ocorrências, modelo 6, explicando o ocorrido, e anexar uma declaração do destinatário de que não recebeu a mercadoria constante nessa NF-e.

Fonte: http://nfe.sef.sc.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=145&Itemid=1

 

Exemplo

nota fiscal de estorno – exemplo

 

Sua empresa quer conhecer um emissor de nota fiscal online, clique aqui.

Dicas da Ativasoft para empresas que emitem nf-e

Dicas da Ativasoft para empresas que emitem nf-e

1. Porque armazenar as notas de saída na nuvem se meu sistema já tem as notas que emitiu?

A nota fiscal passou a ser somente eletrônica, ou seja um arquivo de computador. O DANFE é simples representação comercial da nota e quem deve ser guardado realmente é o XML que é gerado antes do DANFE e assinado digitalmente e com protocolo de aceita da SEFAZ.

Só sistema preparados guardam corretamente e disponibilizam para uma busca futura.

2. Porque ter um sistema somente para ver minhas notas ou armazenar se tenho elas todas na minha caixa de e-mail?

Este é um erro grave que cometemos. O e-mail é uma ferramenta de troca de mensagens e não de armazenamento de informações. Para procurar arquivos no e-mail é muito difícil e lento, sendo normalmente uma a uma e sem pesquisa pelos dados da nota e sim pelo texto do cabeçalho do e-mail. Além é claro, da segurança muito baixa por não ter característica de banco de dados e também pela quantidade de acessos que fazemos para consultar muitas outras coisas.

Um sistema de armazenamento organiza suas informações, podendo lhe indicar melhor se todas as suas notas foram recebidas e ficam disponíveis para mais pessoas de sua empresa, além do dono do e-mail.

3. Meu fornecedor já disponibiliza seu portal para que eu consulte as notas emitidas, porque tenho que ter o meu também?

Normalmente sua empresa tem mais de um fornecedor, e neste caso você terá que acessar cada um separado para ver as tuas notas. Com um sistema seu, as notas de todos os fornecedores se concentram em um lugar somente, garantindo para você e para sua contabilidade a totalidade das notas.

 

4. Sou uma empresa do simples. Mesmo assim sou obrigado a guardar as notas fiscais?

Se voce emite notas de produtos você é obrigado a guardar suas notas de saída e de entrada, nao importando que tipo de empresa.

Se você não for emissor de nota fiscal eletrônica, não é obrigado, porém em uma possível investigação fiscal, você teria que comprovar suas compras e então seria bom ter a possibilidade de buscá-las rapidamente e com segurança.

5. Perdi uma numeração de nota e não quero mais usar, como faço?

Como a nota fiscal eletrônica não tem formulário pré-impresso, uma numeração perdida não tem muita importância pra SEFAZ, só precisa ser avisada. E isto é simples, basta usar o teu sistema para INUTILIZAR a nota. Só informar o número e uma descrição de justificativa com no mínimo 15 caracteres, por exemplo: “sistema pulou a numeração”

 6. Minha nota foi rejeitada na SEFAZ, o que eu faço?

Uma nota rejeitada é desconsiderada pela SEFAZ, ou seja ela não existe. Então você tem 2 opções. Ou acerta a nota no teu sistema e reenvia até corrigir a rejeição, ou então exclui ela do teu sistema. E pode utilizar a mesma numeração para fazer outra nota ou inutilizar esta numeracao.

7. Não consigo entender a mensagem de erro que a SEFAZ retorna?

No final do erro, normalmente tem qual o campo do arquivo que está com erro, porem para entende-lo melhor, seria interessante conhecer o manual do contribuinte. Baixe uma cópia para uma pasta de sua máquina, pois facilita muito a interpretação. https://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/listaConteudo.aspx?tipoConteudo=33ol5hhSYZk=

 

8. O que é manifestação e porque tenho que fazer?

A manifestação é a maneira de informar à SEFAZ que voce recebeu uma Nota fiscal eletrônica. Isso garante que somente você pode autorizar a um fornecedor emitir nota contra seu CNPJ. Evitando fraudes.

9. Qual o melhor certificado digital para minha empresa?

A resposta não é exata, depende de como e para que voce quer utilizá-lo.

Para assinar a nota fiscal eletrônica, o certificado modelo A1 é uma opção muito boa, dando mais liberdade e segurança na manipulação.  Sendo mais eficiente que o modelo A3 devido a poder ser instalado em várias máquinas ao mesmo tempo, deixando o faturamento mais garantido caso o de algum problema na habitualmente utilizada.

Mas qual é a real diferença entre eles?

Certificado A1 – é vendido um arquivo para instalação em uma pasta na máquina que sua empresa quiser, pode ser em um servidor ou mesmo em maquinas individuais. O que garante a segurança é a senha que deve ser de domínio somente do administrador da empresa.

Certificado A3 – é fornecido um token (normalmente um Pen-drive) que deve ser conectado à máquina que será aplicada a assinatura digital. Ficando a sua manipulação restrita a um local físico e perda ou dano é mais propicio.

Como emitir nota fiscal complementar de icms

Como emitir nota fiscal complementar de icms

A nota fiscal complementar de ICMS é muito importante para operações que a empresa precisa ajustar o imposto ICMS. Elas pode ser aplicada em alguns cenários específicos, como veremos abaixo.

Esta e outras operações são movimentos legais permitidos pela receita federal. O intuito desta e outras é ajustar problemas que ocorrem na emissão da nota. Claro que mudanças na nota fiscal devem seguir regras específicas a fim de evitar fraudes.

Iremos ver a seguir as regras e configurações necessárias para realizar a emissão da nota. Sempre recomendamos validar as informações com seu contador, caso tenha dúvidas.

 

Quando posso emitir a nota complementar

A nota fiscal complementar de icms será emitida em casos que enquadrem nas características abaixo.

  • Reajustamento de preço em razão de contrato escrito ou de qualquer outra circunstância que implique aumento no valor original da operação ou prestação
  • Na regularização em virtude de diferença no preço, em operação ou prestação, ou na quantidade de mercadoria, quando efetuada no período de apuração do imposto em que tiver sido emitido o documento fiscal original ou para lançamento do imposto não efetuado em época própria, em virtude de erro de cálculo
  • Na exportação, se o valor resultante do contrato de câmbio acarretar acréscimo ao valor da operação constante na nota fiscal

 

Nela ainda deverão estar contidas as informações dos itens a serem complementados, com o devido destaque do tributo (NFe complementar de ICMS) ou com o valor que fora descrito a menor (NFe complementar de valor), uma ainda com a especificação da diferença da quantidade (NFe complementar de quantidade).

A ideia é :

Nota Fiscal Original + Nota Fiscal Complementar = Operação Correta

 

Passo a passo para a Emissão do Complemento de ICMS

Iremos apresentar agora os passos e configurações necessárias para a emitir a nota nota fiscal complementar de ICMS. Visamos aqui somente direcionar o cliente à uma solução concreta, que deve ser obtida junto ao contador da empresa, até mesmo devido à variações legislativas de cada Unidade Federativa.

 

Natureza da Operação

A Natureza da Operação pode ser : Complemento de ICMS ”,

CFOP no item da nota ( produto)  deve permanecer o mesmo enviado na nota original.

 

Dados do Destinatário/Remetente

Deverá constar  os mesmos dados da nota original.

Dados dos Impostos

 

Código do Produto

 

utilizar o mesmo código da nota emitida com erro
CFOP

 

utilizar o mesmo código da nota emitida com erro
Quantidade do Produto

 

0 (zero) ou a quantidade a ajustar
Valor total  0 (zero) ou valor a ajustar- Código de Situação Tributária = utilizar o mesmo código da nota emitida com erro.
Modalidade de determinação da Base de cálculo

 

‘Valor da operação’.
BC ICMS

 

Valor do ICMS a complementar, referente ao item ou 0 (zero) caso não seja complemento de ICMS
Alíquota ICMS

 

100 | Obs.: campo será preenchido somente para permitir a validação da NF-e; ou 0 (zero) caso não seja complemento de ICMS
Valor do ICMS

 

Valor do ICMS a complementar, referente ao item; ou 0 (zero) caso não seja complemento de ICMS
BC ICMS ST

 

Valor do ICMS ST a complementar, referente ao item ou 0 (zero) caso não seja complemento de ICMS ST
Alíquota ICMS ST

 

100 | Obs.: campo será preenchido somente para permitir a validação da NF-e; ou 0 (zero) caso não seja complemento de ICMS ST
Valor do ICMS ST

 

Valor do ICMS ST a complementar, referente ao item; ou 0 (zero) caso não seja complemento de ICMS ST
Valor Total dos Produtos 

 

Valor dos produtos, caso seja complemento de valor ou 0 (zero) caso seja outro tipo de complemento
Valor total da Nota Fiscal Valor dos produtos, caso seja complemento de valor; ou Valor do ICMS ST, caso exista complemento de ST; ou 0 (zero) caso seja outro tipo de complemento;

 

Dados do Tranporte

A modalidade de frete deve ser informada como frete por conta do emitente = 0. Os dados da transportadora são dispensados.

 

Atualização manual de integração v4.00

A nota fiscal complementar de icms serve para ajustar/complementar dados de um ou mais produtos que porventura vieram a serem emitidos com dados inferiores aos reais. Atualmente ela pode ser complementar de valor, quantidade ou ICMS. Seu uso deve observar os seguintes critérios estabelecidos no manual de integração v.4.0:

  • Tem de se referenciar em campo próprio a qual nota se refere o complemento;
  • Pode ser complementado tanto uma NF-e como uma Nota modelo 1/1ª;
  • Os dados do destinatário/emissor te de ser idênticos ao da nota referenciada;
  • CFOP do cabeçalho pode ser alterado;
  • Transportadora: devem-se informar a modalidade de frete por conta do emitente, dispensando o preenchimento as demais informações;
  • Campo Informações Complementares: podem-se informar as notas referenciadas ou qualquer outra informação de interesse;
  • Deve possuir o(s) mesmo(s) produto(s) das notas referenciadas. Caso exista algum produto que foi remetido e não constou na NF-e normal, deve emitir uma nova NF-e normal constando este produto;
  • É utilizada sempre para complementar, ou seja, para acrescentar e nunca para debitar/subtrair. Para tais fatos devem-se utilizar carta de correção e/ou nota fiscal de devolução de acordo com cada caso.

 

 


Vantagens do emissor de notas da Gosocket

No Gosocket você pode mais

Múltiplos benefícios para sua empresa em um só lugar.

Portal de clientes e fornecedores
Voce oferece a seus clientes e fornecedores a possibilidade de se buscar suas notas e se conectares umas às outras por meio de suas notas fiscais eletrônicas, integrando uma rede empresarial que fomenta a geração de negócios.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 473488-6000 ou WatsApp: 4797186614.

Gestão de documentos (In-Box)

Gosocket permite que toda empresa, melhore seus processos de gestão de documentos fiscais, como notas fiscais eletrônicas de entrada e de saída, alem de conhecimento eletronico, tudo dentro de uma única plataforma.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 488-6000 ou WatsApp: 4797186614.

                                                             
Geração de relatórios
Outro benefício de fazer parte do Gosocket é poder aproveitar suas funcionalidades, como a capacidade de gerar relatórios a partir do faturamento da empresa e, assim, tomar as melhores decisões para o seu negócio.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou WatsApp: 47 97186614.

 

Suporte regional

Como parte de nosso valor agregado, temos uma área de suporte regional que oferece altos níveis de serviço, o que nos permite atender aos nossos usuários e resolver suas preocupações.
Para os emissores de notas, a grande vantagem é ter um suporte a um valor minimo de custo, para resolver problemas fiscais e de sistema.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 4734886000 ou WatsApp: 47988275626.

Como funciona o Gosocket 

Gosocket é um portal de notas com cadastramento e utilização gratuita. Possui aplicativos de segurança totalmente gratuitos e com possibilidade de serviços de apoio de especialistas pagos. Tudo com a marca Gosocket e Microsoft.

Envie/Receba

A plataforma fornece uma ferramenta para a emissão e o recebimento de notas fiscais eletrônicas, além de serviços que facilitam o compartilhamento de informações de faturamento eletrônico entre as empresas que compõem a rede.

  Caso queira um suporte especialista em emissão de notas, envie um email para suporte@ativasoft.com.br e faremos uma proposto.
Vantagens e Desvantagens: Manifestação do Destinatário

Vantagens e Desvantagens: Manifestação do Destinatário

Manifestação do Destinatário é uma das ferramentas da SEFAZ que permite ao destinatário ter controle das operações com notas fiscais eletrônicas envolvendo seu CNPJ.
Uma das principais vantagens é permitir o destinatário realizar o download do XML da nota e impossibilitar o emitente de cancelar o documento. De acordo com o Ajuste SINIEF 17/2012, que altera o Ajuste SINIEF 07/2005 (que regulamenta a nota fiscal eletrônica), estabelecimentos distribuidores, postos de combustíveis, transportadores e revendedores retalhistas, possuem a obrigatoriedade de registro de eventos fiscais, como a de Manifestação do Destinatário. Entretanto, qualquer empresa pode realizar de forma voluntária.

 

 

 

Conhecendo cada operação

A Manifestação do Destinatário possui quatro eventos fiscais: Ciência da Operação, Confirmação da Operação, Operação Não Realizada e Desconhecimento da Operação.

 

Ciência da Emissão

A Ciência da Operação é um meio de informar que o destinatário tem ciência do movimento e também liberar o download do arquivo XML, mas ainda não é uma manifestação conclusiva. O prazo para transformar em conclusiva é de até 180 dias.

 

Confirmação da Operação

Uma das manifestações conclusivas é Confirmação da Operação, que libera o download do arquivo XML para download. Deve ser feita somente quando a entrada física da mercadoria for confirmada.
A partir desse evento, o emitente da nota fiscal eletrônica fica impedido de fazer o cancelamento, que acontece geralmente para evitar pagamento de tributos.

 

Operação Não Realizada

A Operação Não Realizada é informada pelo destinatário quando não houver entrada física da mercadoria, como por exemplo sinistro no transporte ou a recusa do recebimento.

 

Desconhecimento da Operação

O Desconhecimento da Operação é um grande auxílio aos portadores de Inscrição Estadual e CPNJ.
Protege o destinatário de fraude e de passivos tributários, uma vez que Qualquer manifestação pode ser alterada, ou seja, uma mesma nota fiscal eletrônica comporta registros diferentes.

Atenção: O mesmo evento não pode ser realizado duas vezes.

 

Vantagens da Manifestação do Destinatário

Além de encontrar possíveis irregularidades e fraudes contra sua IE ou seu CNPJ, evita que o emissor cancele ou altere a nota fiscal eletrônica. Sendo assim, você fica protegido de ações do Fisco e consegue ter controle sobre seu negócio e entradas.

  • Evita o cancelamento de nota fiscal pelo fornecedor
  • Recebimento adiantado de XML da nota fiscal
  • Confirmar o recebimento da mercadoria

 

Desvantagens da Manifestação

  • Obrigatório manifestação após fazer a Ciência da emissão
  • Empresas que se enquadram na lei, devem fazer a manifestação obrigatoriamente

Como fazer a Manifestação

A manifestação do destinatário é um procedimento que exige a utilização de um certificado digital válido. Com ele você poderá manifestar e buscar suas notas na SEFAZ.

O governo disponibiliza um aplicativo de manifestação gratuito para download e instalação no seu computador, podendo utilizar o certificado A3 e A1. O processo neste caso é totalmente manual e necessita instalação.

Ok, mas preferimos muito mais um aplicativo Online para Manifestação e Busca automática das notas, onde o usuário poderá configurar seu certificado A1 e deixar o aplicativo monitorar todas as notas emitidas contra seu CNPJ. Além disso ele poderá armazenar automaticamente suas notas, deixando tudo seguro e prático (XML e PDF).

O aplicativo Manifestação do Gosocket fará tudo isso para sua empresa. Manifestamos, buscamos e armazenamos suas notas, tudo de maneira automática e segura. E ainda tenha imediatamente o DANFE e XML de suas notas.

Cadastre-se gratuitamente e veja como é simples gerenciar e buscar todas as usa notas. Ahh ainda receba notificações diárias de suas notas recebidas.

 manifestacao

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscal

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscal

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscal

 

Após validar a nota, o erro aparecerá na parte superior da tela. Veja alguns exemplos de erro:

erro imposto

Identificando

O erro será identificado geralmente pelas últimas informações da linha, ou seja, como na imagem abaixo.

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscal

Tradução de Campos

  • det item=”1″ – Primeiro item dos produtos inseridos na aba Produtos e Serviços
  • ICMS – O grupo que está com problema, neste caso o ICMS
  • ICMSSN900 – O tipo de imposto que está sendo usado
  • modBCST – é o campo específico com problema

Resolvendo

Para resolver o erro apresentado, identifique:

  1. Qual o imposto ou grupo específico apresentado no erro
  2. Qual o campo específico, sempre a última informação mostrada
  3. Identifique se necessário qual o item da nota, 1,2,3 etc.
  4. Vá até a aba em que o campo se encontra e digite, edite o produto 1 da sua nota e depois entrando na aba Tributos -> ICMS.

 

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscalICMSST

Após entrar podemos verificar que para o código 900, as informações do ICMS e ICMS ST, devem ser informadas. Se não tiverem valores, podem ser completadas com 0,00 (zero). Apos corrigir, salvar e tentar fazer a validação novamente.

Exemplo 2

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscal

PIS

Nos conseguimos ver que, para a situação tributaria 99 – Outras saídas, o Código de enquadramento é requisitado. O código comum é 999.

Após completar com o que está faltando, salvar e tentar fazer a validação novamente.

Exemplo 3

Agora estamos simulando um erro no item=”1″, nos impostos, PIS, PIS Outras.

Como identificar um ERRO no emissor de nota fiscal

No caso, no PIS, no codigo 49 – Outras Operações de Saída, o Tipo de Cálculo é obrigatório. Então para corrigir, deve ser botar:

Erro de imposto 2