Emissor nota fiscal para Contabilidade e Contador

Emissor nota fiscal para Contabilidade e Contador

Emita notas sem restrições para todos seus clientes

Contabilidade e contadores vivem uma realidade muito distante do sonho de todo empreendedor. Lidar com múltiplos sistemas que geram demanda e custos, são um dos fatores de dificuldade. Com a falta de provedores de conhecimento de notas fiscais no Brasil, principalmente órgãos públicos, grande parte das micro e pequenas empresas tem dificuldade de entendimento e emissão de notas fiscais.

Este encargo por si passa a ser do seu maior consultor, o Contador. Este papel que torna-se cada vez mais importante para empresas e autônomos que buscam se manter atualizados e até reduzir custos em seus gerenciamentos.

Pensando em todos estes processos que envolvem notas fiscais, nos deparamos com a real necessidade de que Contabilidades e Contadores utilizam sistemas de emissão de notas para auxiliar seus clientes no controle de notas. Este cenário remete ao Contador a necessidade de busca no mercado de um sistema emissor de notas, porém que não gere custos elevados – para que não seja repassado ao cliente final.

tabela

Emissor Online e Multi Empresas

E aqui que entra o emissor gratuito de nf-e Gosocket, com ele todo contador poderá emitir as notas de seus clientes em uma única plataforma online e segura. Nele tanto o contador como seu cliente terão acesso as notas emitidas e poderão emitir de qualquer computador, usando seu navegador.

Com o Gosocket, empresas podem cadastrar seus CNPJs e emitir as notas sem restrições, gerando ainda o armazenamento automático das notas na nuvem. Com um sistema totalmente online, permite empresas cadastrarem clientes, produtos e transportadoras de forma totalmente segura. Neste ponto a emissão de notas então passa a ser um procedimento rápido e automático.

doc_recebidos

Agora, você  possui uma contabilidade ou é um contador independente?
O portal Gosocket poderá lhe ajudar e MUITO na gestão de Notas Fiscais de seus clientes, de maneira Online, Segura e Fácil.

Acesse www.gosocket.net e fale com nosso suporte.

Cadastrar e Testar Grátis


Como encontrar uma nota fiscal no Gosocket

Como encontrar uma nota fiscal no Gosocket

Aprenda como encontrar uma nota fiscal no Gosocket, acessando sua caixa de entrada. O Gosocket irá manter suas notas fiscais emitidas e recebidas de forma totalmente organizada. A agilidade ao encontrar uma nota fiscal se faz presente, quando um cliente solicita aquela nota de meses atrás.

Um portal online de armazenamento e emissão de notas fiscais. Totalmente seguro, trabalhando diretamente com a nuvem da Microsoft. Veja todos os detalhes em nosso blog.

 

Acessando o portal

Acesse o portal diretamente em www2.gosocket.net. Ao acessar o portal vá até ao menu INBOX, na lateral esquerda do seu sistema.

Neste momento selecione entre notas fiscais Recebidas ou Emitidas. A partir dai poderá começar a filtrar para encontrar suas notas.

 

Usando a pesquisa com filtros

Utilize agora a barra superior de pesquisa para digitar número, cnpj, nome, endereço ou qualquer informações que seja relevante para encontrar suas notas fiscais. Veja no vídeo que a pesquisa é feita sempre com a digitação das informações mais o uso do calendário.

O calendário deverá ser sempre utilizado quando a página é atualizada ou informações são alteradas.

 

 

Baixando o XML e DANFE da NFe

Agora que encontrou sua nota, basta seleciona-la para baixar o PDF ou XML. A nota fiscal estará disponível para visualização online de forma resumida ou para download.

Para baixar a nota, selecione uma ou várias e depois clique no botão “Descargar XML” ou “Donwload PDF“.

 

 

Em operações interestaduais e de exportação o DANFE deve acompanhar a mercadoria?

Em operações interestaduais e de exportação o DANFE deve acompanhar a mercadoria?

Sim, o DANFE deve acompanhar a mercadoria. A NF-e substitui a Nota Fiscal em papel modelos 1, 1A ou 4 e o DANFE (representação gráfica simplificada da NF-e) é aceito no trânsito interestadual da mercadoria e no trânsito até o embarque da mercadoria nas operações de exportação.

A Receita Federal, os demais Estados da Federação e o Distrito Federal, independentemente de determinada Unidade da Federação, aceitam o modelo como hábil para acompanhar o trânsito e o recebimento de mercadorias em qualquer parte do território nacional.

 

A Cláusula oitava do Ajuste SINIEF 07/05, determina em seu parágrafo primeiro:

“Cláusula oitava Concedida a Autorização de Uso da NF-e, a administração tributária da unidade federada do emitente deverá transmitir a NF-e para a Receita Federal do Brasil.
§ 1º A administração tributária da unidade federada do emitente também deverá transmitir a NF-e para:
I – a unidade federada de destino das mercadorias, no caso de operação interestadual;
II – a unidade federada onde deva se processar o embarque de mercadoria na saída para o exterior;
III – a unidade federada de desembaraço aduaneiro, tratando-se de operação de importação de mercadoria ou bem do exterior;
IV – a Superintendência da Zona Franca de Manaus – SUFRAMA, quando a NF-e tiver como destinatário pessoa localizada nas áreas incentivadas.
(…)”

 

No caso de vendas para pessoa física, qual documento será entregue – o DANFE?

A Nota Fiscal Eletrônica substitui, atualmente, a Nota Fiscal de circulação de mercadorias Modelo 1, 1A ou 4, normalmente emitida em operações entre empresas. É possível que as empresas emitam a Nota Fiscal Modelo 1, 1A ou 4 também a consumidores pessoas físicas em determinadas situações.

Em quaisquer dos casos, a Nota Fiscal modelo 1, 1A ou 4 poderá ser substituída pela Nota Fiscal Eletrônica, sendo que o consumidor final, pessoa física, receberá o DANFE como representação do documento fiscal e poderá consultar a sua existência e validade pela Internet.

 

Como confirmar a entrega da mercadoria com a NF-e?

Não há nenhuma alteração com relação aos procedimentos comerciais existentes com a Nota Fiscal em papel. No Layout do DANFE existe a previsão de um espaço destinado à confirmação da entrega da mercadoria. Este canhoto poderá ser destacado e entregue ao remetente.

Futuramente, as unidades federadas envolvidas na operação ou prestação poderão, mediante protocolo ICMS, exigir informações do destinatário com relação ao Recebimento das mercadorias e serviços constantes da NF-e, a saber:

  • I – confirmação do recebimento da mercadoria documentada por NF-e;
  • II – Confirmação de recebimento da NF-e, nos casos em que não houver mercadoria documentada;
  • III – Declaração do não recebimento da mercadoria documentada por NF-e;
  • IV – Declaração de devolução total ou parcial da mercadoria documentada por NF-e

A operação atual da manifestação do destinatário, detalhado aqui, é a operação online e legal usado para a confirmação.

 


 

Há obrigatoriedade da guarda do DANFE (emitente e destinatário)?

Há obrigatoriedade da guarda do DANFE (emitente e destinatário)?

A guarda do DANFE fica restrita apenas a algumas empresas, detalharemos abaixo essa e outras dúvidas.

A regra geral é que o emitente e o destinatário deverão manter em arquivo digital as NF-e pelo prazo estabelecido na legislação tributária. Os mesmos deverão ser ser apresentados à administração tributária, quando solicitado. Assim, o emitente e o destinatário deverão armazenar apenas o arquivo digital.

 

No caso da empresa destinatária das mercadorias e da NF-e, ela não precisará, portanto, manter a guarda do DANFE. Contudo está obrigada a receber a NF-e, devendo guardar apenas o arquivo digital recebido.

Caso o destinatário não seja contribuinte credenciado para a emissão de NF-e, o destinatário poderá, alternativamente, manter em arquivo o DANFE relativo a NF-e. Da mesma maneira, deverá manter pelo prazo decadencial estabelecido pela legislação em substituição ao arquivo eletrônico da NF-e.

Reforçamos que o destinatário sempre deverá verificar a validade da assinatura digital e a autenticidade do arquivo digital da NF-e.

Importante observar que pelo §6º do artigo 9º da Portaria CAT 104/07, o emitente da NF-e deverá, obrigatoriamente, disponibilizar download ou encaminhar o arquivo eletrônico da NF-e, e seu respectivo protocolo de autorização ao destinatário.

 

Se houver o extravio do DANFE durante o transporte da mercadoria, como proceder?

O emitente deverá realizar a reimpressão do DANFE e encaminhá-lo ao transportador ou ao destinatário, caso a mercadoria já tenha sido entregue. O trânsito da mercadoria documentado por uma NF-e sempre deverá estar acompanhado do DANFE correspondente.

A reimpressão poderá ser dispensada se o destinatário já tiver recebido a mercadoria e não mantiver o DANFE em substituição ao arquivo digital da NF-e.

 

As empresas que ainda não emitem NF-e poderão escriturar o DANFE sem a consulta da NF-e?

O DANFE é mera representação gráfica da NF-e e não se confunde com a NF-e. Aos contribuintes que não estão preparados para recepcionar a NF-e é facultado proceder a escrituração da NF-e com base nas informações contidas no DANFE e manter o DANFE em arquivo em substituição à NF-e.

Contudo, a obrigação de verificar a validade da assinatura digital, a autenticidade da NF-e e a existência de Autorização de uso da NF-e se aplica a todos os destinatários, sejam eles credenciados a emitir a NF-e ou não, tratando-se de uma segurança adicional ao destinatário.

Fonte: https://www.fazenda.sp.gov.br/nfe/perguntas_frequentes/respostas_V.asp

 

Resumo da Guarda da DANFE

Emissor de qualquer Nota Fiscal: Deverá manter o XML da NF-e pelo prazo legal

Receptor de qualquer Nota Fiscal: Deverá manter o XML da NF-e pelo prazo legal

Exceção: empresas que apenas recebem nota fiscal e não emitem NF-e: Podem guardar DANFE impresso pelo prazo legal

O que é o DANFE e para que ele serve

O que é o DANFE e para que ele serve

O Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) é extremamente importante para a sua empresa. Saiba o que é o DANFE e pra que ele serve.

 

O que é o DANFE

O DANFE é uma representação simplificada da Nota Fiscal Eletrônica, que detalha de forma visível as informações contidas no XML da NF-e. O mesmo não substituí a nota. Uma das funções é a de facilitar o acesso e a conferência de dados por meio da chave de acesso e do código de barras. Ele é também um documento obrigatório para a circulação de mercadorias e auxilia na escrituração das documentações de NF-e. Caso o destinatário não seja contribuinte credenciado para a emissão de NFe, funcionando como um comprovante da operação.

 

Como é usado

O DANFE é impresso pelo vendedor da mercadoria a ser comercializada antes do início da circulação das mesmas, mas poderá ser reimpresso para atender às obrigações tributárias dos contribuintes envolvidos na operação. A validação pelo destinatário inicia pelo código de barras que permite a leitura por leitor óptico e da chave numérica com 44 posições, que dá acesso à consulta da NF-e no site do governo. Outras informações importante também são impressas, como por exemplo, destinatário, data e horário de saída da mercadoria, informações de transporte, tipo de operação e descrição das mercadorias.

 

Representação Gráfica – Layout

O layout do DANFE deve seguir um padrão determinado pelo Ministério da Fazenda disponível no Manual de Integração dentro da página sobre a Nota Fiscal Eletrônica. Entre as recomendações estão o tipo e o tamanho de papel no qual o documento precisa ser impresso. Se as informações obrigatórias (dados do emissor, número de série da NF-e e destinatário) ultrapassarem uma página, por exemplo, o documento pode ser emitido em folhas numeradas.

É permitida a impressão do DANFE na quantidade necessária para atender à exigência fiscal, sendo que todas elas serão consideradas originais.

Caso precise gerar alguma danfe de nota fiscal, basta acessar aqui no blog um gerador de DANFE online.

 

Mais informações

O emissor da mercadoria também está autorizado a acrescentar no DANFE elementos adicionais que ele considera importantes. A única exigência é que essas informações ocupem até 50% do verso do documento. Também é permitida a inserção de outros elementos gráficos, como a logo do emitente, desde que a do código de barras ou a chave de acesso do documentos não fiquem prejudicados.

 

O uso do formulário de segurança

A emissão em contingência ocorre quando há a ocorrência de problemas técnicos durante a obtenção da prévia autorização da NF-e. Nesses casos, o DANFE deverá ser impresso em um papel que contenha dispositivos de segurança, como gramatura especial e numero sequencial, em duas vias, sendo que uma delas acompanhar a mercadoria, e a outra fica arquivada junto ao emissor para posterior apresentação ao fisco. Assim que o problema técnico for resolvido, o contribuinte emitente deverá transmitir os arquivos digitais da NF-e para a Secretaria da Fazenda.

 

A emissão de Notas Fiscais Eletrônicas e do DANFE

Como não são permitidas divergências de informações entre esses dois documentos, é recomendado que seja utilizado um emissor de nota fiscal que também emita DANFE. Ainda melhor se puder usar um sistema online que não necessita de instalação, facilitando muito sua vida.

Caso tenha dúvidas, converse conosco em nosso chat e descubra se podemos lhe ajudar.

 


 

Como baixar a nota fiscal (xml) direto da sefaz sem usar o site do governo

Como baixar a nota fiscal (xml) direto da sefaz sem usar o site do governo

Você não recebeu sua nota fiscal? Quer obter aquela nota que ainda não chegou fisicamente em sua loja ou ainda precisa obter a nota fiscal de dias atrás? Você pode baixar o xml da nota fiscal diretamente da sefaz !

A manifestação da nota fiscal, utilizando o seu certificado digital,  vai auxiliar sua empresa a encontrar e baixar as notas, sem necessidade de fazer uma a uma. Otimize seu tempo !!

 

Onde estão minhas notas fiscais?

As notas fiscais mercantis (NF-es) quando emitidas são autorizadas e mantidas pelo governo do seu estado. A secretaria da fazenda então, disponibiliza para os contribuintes uma consulta que permite ver e até baixar as notas fiscais que são emitidas contra o seu CNPJ. Este serviço foi disponibilizado através da NT 2014.002, com o nome de manifestação do destinatário.

Uma nota fiscal emitida contra sua empresa, deve também ser registrada em sua contabilidade, mencionando os impostos e operação realizada dentro do ano fiscal. Porém sabemos que muitas vezes a empresa não recebe fisicamente a nota fiscal em XML, que por sua vez é o único documento legal que comprava a veracidade da operação. Por isso manter as suas notas fiscais a vista, pode lhe poupar muito trabalho.

 

 

Sistema Grátis da SEFAZ

Pensando na melhoria da recepção e controle das notas fiscais, a SEFAZ-SP disponibilizou para todo o Brasil, um software para que qualquer empresa com certificado digital e devidamente registrada na receita, a manifestação das nf-es. Com esta operação toda empresa pode visualizar e baixar as notas destinadas a empresa.

Vemos que o sistema pode auxiliar e muito as empresas pequenas e médias, já que permite ter um controle real de notas emitidas contra o CNPJ cadastrado. O sistema pode ser baixado direto no site da SEFAZ-SP ou clicando aqui. O manifestador da sefaz permitirá sua empresa ver a lista de notas que foram emitidas contra a sua empresa em até 90 dias e ainda baixar notas em XML diretamente, usando o seu certificado digital e uma operação de manifestação. *Apenas lembro que segundo a NT 2014.002, a empresa não poderá baixar 100% das notas, pois poderá ser limitado pelo governo.

Baixar Manifestador SEFAZ

Vantagens

  • Identificar Notas Emitidas Contra o CNPJ
  • Evitar Fraudes
  • Manifestar “Desconhecimento” de uma nota fiscal
  • Proteger sua empresa de problemas fiscais
  • Receber e poder armazenar todas as notas fiscais da sua empresa*

 

Como funciona?

O aplicativo deverá ser baixado no site da sefaz e depois executado em seu computador. O sistema irá exigir que você tenha o java instalado em seu computador. Caso tenha mais dúvidas a respeito, poderá acessar o manual ou as instruções de instalação.

Após instalar, inclua o CNPJ da sua empresa para poder começar a configurar. Logo em seguida configure seu certificado digital, para que o seu sistema possa se comunicar com a SEFAZ e busque as suas notas fiscais destinadas.Veja abaixo em um exemplo rápido como seria abrir o sistema e buscar as notas dos últimos 90 dias.

  • Baixar sistema no site da SEFAZ e instalar
  • Incluir seu CNPJ
  • Configurar seu Certificado Digital
  • Gerenciar Manifestação
  • Iniciar pesquisa, clicar em “Pesquisar NF-e”
  • Selecionar nota e manifestar clicando em uma das opções
  • Selecionar as notas manifestadas e clicar em “Download do XML”
  • Usar a opção “Exportar” para salvar os XMLs

 

Exemplo

 

Iniciar CNPJ

 

Configurar certificado


 

 

Iniciar Manifestação e Busca de Notas

 

Pesquisar Notas

 

Buscar na SEFAZ

 

Manifestar

 

Baixar XML

 

Como fazer tudo isso online?

Tudo isso pode ser feito online, de maneira prática e com armazenamento automático.A manifestação online pode ser realizada de qualquer computador e por vários usuários autorizados. O aplicativo na nuvem vai deixar sua empresa com liberdade para armazenar as notas buscadas na SEFAZ e ainda ver seu XML e PDF.

Aprenda a manifestar no Gosocket e veja como sua empresa poderá ter diversas vantagens. Além de manter suas notas recebidas salvas, você poderá guardar suas notas emitidas também. No Gosocket suas notam valem muito mais, pois poderá usar relatórios gerenciais específico para sua empresa, venda suas compras, faturamento e clientes.

 

Cadastrar e Testar Grátis

 

Como emitir uma nota fiscal de devolução?

Como emitir uma nota fiscal de devolução?

O que é uma devolução?

A Nota Fiscal de Devolução tem o intuito de anular as operações de compra ou venda, inclusive sobre os impostos. Para emiti-la, você precisa ter um Certificado Digital A1 ou A3. Desta maneira deve-se observar os impostos vigentes na nota fiscal de saída do estabelecimento fornecedor, ou seja, a Nota Fiscal de devolução sempre deve ser emitida da mesma forma com que foi a Nota Fiscal de origem.

 

Como emitir uma nota fiscal de devolução?

A nota fiscal de devolução terá algumas características que deverão ter sua atenção, principalmente na  finalidade de emissão da nota fiscal e chave de acesso referenciada. Estas mudanças são rápidas e devem ser conferidas pelo seu contador a fim de evitar problemas futuros.

Portanto para emitir sua nota de devolução você deverá ter as seguinte configurações:

  1. Finalidade de emissão = “4 – Devolução”
  2. Nota Fiscal Referenciada = Chave de Acesso de 44 dígitos
  3. Natureza da Operação = “Devolução”
  4. Códigos de CFOP devem ser de devolução

 

 

Tipos de CFOP

Quando for mercadoria adquirida para industrialização

CFOP – 5.201 – Operações no Estado
CFOP – 6.201 – Operações em outros Estados
Quando for mercadoria adquirida para comercialização
CFOP – 5.202 – Operações no Estado
CFOP – 6.202 – Operações em outros Estados
Quando for mercadoria adquirida para ativo fixo ou consumo próprio
CFOP – 5.553 e 5.556 – Operações no Estado

CFOP – 6.553 e 6.556 – Operações em outros Estados

 

Exemplo

Sua empresa quer conhecer um emissor de nota fiscal online e grátis, clique aqui.

3 maneiras de encontrar minha nota fiscal quando não recebo por e-mail

3 maneiras de encontrar minha nota fiscal quando não recebo por e-mail

Você comprou um produto para sua empresa ou até mesmo para sua pessoa física (CPF) , porém a nota fiscal nunca chegou por e-mail? Saiba que é seu direito receber sua nota fiscal ou tê-la disponível para baixar.

Para resolver este probleminha, podemos pensar rapidamente em  3 maneiras de encontrar uma nota fiscal mesmo quando você não receber por e-mail.

 

 

1ª Opção: Contatar seu fornecedor

A maneira mais tradicional de se obter uma nota fiscal quando não é recebido eletronicamente, é o contato direto com o responsável pela venda. Neste caso seu fornecedor é obrigado a lhe fornecer sua nota fiscal, lhe enviando por e-mail ou disponibilizando o download de seu documento XML.

Esta opção é trivial, porém é a mais desgastante. No começo você  faz de boa vontade, mas com o passar do tempo este processo passa a tomar bastante tempo da sua empresa e desgastar a relação.

 

2ª Opção: Entrar direto no site da Receita Federal

Este opção é bastante usado por empresas, pois lida diretamente com o DANFE recebido fisicamente na empresa. Nesta maneira de buscar sua nota fiscal, o usuário da empresa recebe fisicamente a nota impressa junto a mercadoria e com isso pode usar a chave de acesso de 44 dígitos para pesquisar a nota no site da receita.

Quando a mercadoria chega e juntamente com ela a nota fiscal impressa (DANFE), o usuário recebedor entra no site da receita, digita os 44 dígitos e visualiza o resumo da nota fiscal. Caso a empresa possua o certificado digital instalado, poderá baixar o XML e obter a nota legal autorizada.

O problema neste caso é que, como no primeiro, leva bastante tempo para a conferência e download da nota fiscal direto no site da receita. Sem falar que com o processo manual de digitação e busca uma a uma, faz que que o responsável por esta área fique sobrecarregado.

 

3ª Opção: Usar a manifestação e buscar em lotes

A manifestação é hoje uma das melhores opções para buscar as notas fiscais emitidas contra um CNPJ. Este processo permite que uma empresa visualize e baixe as notas que foram emitidas em todo o Brasil contra a empresa. A regra exige que a empresa sinalize se conhece a nota ou não, fazendo com que notas fraudulentas não sejam recebidas por sua empresa.

Para usar esta opção, a empresa deverá ter um certificado digital válido. Após isso poderá usar um sistema que permita se comunicar diretamente com a sefaz e buscar suas notas. Desta forma não importa se recebeu a nota por e-mail ou não, o que importa é que sinalize se a nota é realmente para a sua empresa.

Hoje existem sistemas que fazem esta busca e permitem uma interação bem legal para o usuário. A Sefaz também disponibiliza gratuitamente o sistema, baixe aqui. Como podemos perceber esta será a opção mais tranquila e rápida, pois sem nenhum código ou informação, sua empresa poderá buscar de 10 em 10 os documentos no governo.

 

Não deixe de guardar suas notas fiscais

Manter suas notas fiscais a salvo pode lhe poupar de muito incomodo. Deixe um sistema armazenar para você ou mantém tudo em um lugar seguro. Nossa dica é: mantenha suas notas fiscais onde o governo poderá ver.