Devo guardar minhas notas fiscais na nuvem, porque?

Devo guardar minhas notas fiscais na nuvem, porque?

Suas notas fiscais estão bem guardadas?

Um erro comum que ainda ocorre nas empresas é o entendimento da guarda dos documentos DANFEs ou XML. Nos deparamos constantemente com afirmações do tipo:

“Minha contabilidade tem meus documentos armazenados”;

“Se eu perder eu posso buscar tudo na SEFAZ (governo)”;

“Minha contabilidade gerencia todas as minhas notas e tem tudo armazenado”;

“Não tenho obrigação porque emito poucas notas”;

e muitos outros comentários sobre o assunto.

Temos uma preocupação muito grande neste ponto, pois sabemos que a informação não está chegando a muitas empresas que precisam se proteger. A informação sobre o armazenamento das notas fiscais é muito importante não só para a contabilidade mas principalmente para a ponta que é o responsável pelo documento.

A contabilidade é o maior aliado da empresa nesta missão, onde pode auxiliar e indicar as melhores soluções para que as notas sejam armazenadas de forma segura. Veja que o contador não tem a obrigação de armazenar os documentos eletrônicos para seu cliente, e conforme conversas no dia a dia, geralmente não tem estes documentos.

É claro que isto geraria um custo altíssimo para que a contabilidade pudesse armazenar todas as notas de todos seus clientes. Desta forma ela consegue ajudar a direcionar seus clientes a utilizar uma solução segura e confiável.

Agora em relação aos questionamentos constantes que presenciamos a respeito do armazenamento das notas, deixamos abaixo o que a própria SEFAZ disponibiliza em seu website. São explanações claras a respeito da obrigatoriedade das empresas envolvidas na emissão e recepção de notas fiscais.

Orientação SEFAZ

A regra geral é que o emitente e o destinatário deverão manter as NF-e em arquivo digital pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda dos documentos fiscais, devendo ser apresentadas à administração tributária, quando solicitado. Assim, o emitente deve armazenar apenas o arquivo digital.No caso da empresa destinatária das mercadorias e da NF-e, e que seja emitente de NF-e, ela não precisará guardar o DANFE, mas apenas o arquivo digital recebido.

Em caso de sinistro ou perda do arquivo eletrônico das NF-e, seriam estas disponibilizadas para recuperação por parte da SEFAZ ou SRF? Não. Da mesma forma que a guarda das Notas Fiscais em papel fica a cargo dos contribuintes, também a cargo destes ficará a guarda dos documentos eletrônicos. Ressalte-se que os recursos necessários para a guarda do documento digital, incluindo backup, têm um custo muito inferior do que a guarda dos documentos físicos, permitindo ainda a rápida recuperação do arquivo e suas informações.

Fonte: http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/perguntasFrequentes.aspx?tipoConteudo=lWG+ydeHRQg=

Armazenamento Seguro e Automático

O armazenamento de documentos eletrônicos é um processo que deve ser automático e seguro, pois sua empresa pode ser requisitada a demostrar ou reencaminhar a qualquer momento. Existem diversos softwares que prometem deixar seus documentos armazenados, porém muitas vezes as deixam apenas em seu computador, ou seja, e se seu computador der problema? Formatar? Estragar?

Hoje com tecnologias de ponta disponíveis para empresas de qualquer tamanho, não podemos correr riscos desnecessários. Por isso sempre é importante buscar soluções que tragam segurança e praticidade.

É nesse momento importante que falamos do portal de documentos eletrônicos, Gosocket. Uma plataforma totalmente online e segura para armazenamento e busca de notas fiscais. Armazenamento ilimitado de todas suas notas fiscais emitidas e recebidas. Com o portal será possível gerenciar e encontrar qualquer documento armazenado rapidamente, utilizando os filtros. Veja preços e detalhes aqui.

Além de poder armazenar e gerenciar suas notas, o portal permite que empresas emitam suas notas fiscais sem nenhum custo, totalmente online e prático. Conheça mais sobre o emissor de nf-e gratuito.

doc_recebidos

Agora você sabe que pode escolher o melhor portal de armazenamento de notas fiscais. SEGURO, FÁCIL e ONLINE. Fique tranquilo pois possuímos parceria Gold com a Microsoft e todas informações ficam disponíveis a qualquer momento e totalmente seguras.

Lembro que para sua comodidade é possível baixar o aplicativo para celular gratuitamente. Procure por Gosocket no seu marketplace.

Cadastrar e Testar Grátis

Gosocket – portal de notas

No Gosocket você pode mais

Múltiplos benefícios para sua empresa em um só lugar.

Portal de clientes e fornecedores
O portal Gosocket oferece às empresas a possibilidade de se conectarem umas às outras por meio de suas notas fiscais eletrônicas, integrando uma rede empresarial que fomenta a geração de negócios.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou WatsApp: 47 97186614.

Gestão de documentos

Gosocket permite que toda empresa, não importa o porte ou setor, melhore seus processos de gestão de documentos fiscais, como notas fiscais eletrônicas e ordens de compra, tudo dentro de uma única plataforma.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou WatsApp: 47 97186614.

                                                             
Geração de relatórios
Outro benefício de fazer parte do Gosocket é poder aproveitar suas funcionalidades, como a capacidade de gerar relatórios a partir do faturamento da empresa e, assim, tomar as melhores decisões para o seu negócio.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou WatsApp: 47 97186614.

 

Suporte regional

Como parte de nosso valor agregado, temos uma área de suporte regional que oferece altos níveis de serviço, o que nos permite atender aos nossos usuários e resolver suas preocupações.

+ SAIBA MAIS   Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou WatsApp: 47 97186614.

Como funciona o Gosocket 

Gosocket é um portal de notas com cadastramento e utilização gratuita. Possui aplicativos de grande utilização e segurança totalmente gratuitos e com possibilidade de serviços de apoio de especialistas pagos. Tudo com a marca Gosocket e Microsoft.

Antecipe/Financie

No portal Gosocket, você encontra uma solução de desconto de faturas que permite às empresas antecipar suas contas a receber a partir de suas notas fiscais eletrônicas emitidas.

Envie/Receba

A plataforma fornece uma ferramenta para a emissão e o recebimento de notas fiscais eletrônicas, além de serviços que facilitam o compartilhamento de informações de faturamento eletrônico entre as empresas que compõem a rede.

  Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou Watsapp: 47 97186614.

Pague/Arrecade

No Gosocket, você pode fazer e receber pagamentos de suas notas fiscais eletronicamente pela plataforma. É rápido, conveniente e seguro, permitindo às empresas gerenciarem os pagamentos de maneira eficiente.

  Ou ligue na Ativasoft, Blumenau, Brasil – Fone: +55 47 3488-6000 ou Watsapp: 47 97186614.
Como emitir uma nota fiscal de estorno?

Como emitir uma nota fiscal de estorno?

Nota fiscal de estorno

O estorno em operações com notas fiscais irá ocorrer quando, uma nota fiscal não for cancelada dentro do prazo legal de 24 horas. Por isso nesta caso a correção deve ser realizada através da emissão de NF-e de estorno.

Quando ocorrer essa situação e sua mercadoria ainda não tenha efetivamente circulado, ou seja, para os efeitos legais não houver o fato gerador do imposto, é possível emitir uma NF-e de estorno para sanar alguns problemas que poderiam ser gerados, como:

  • Pagamento dos Impostos: Como a nota não foi cancelada sua empresa vai ter que contabiliza-la para pagamento do imposto no mês de apuração. É necessário compensar esse imposto pago.

  • Estoque de mercadorias: Mesmo a mercadoria não tendo saído de seu estabelecimento, para o fisco ela saiu pois a NF-e foi autorizada. É necessário oficialmente, retornar essas mercadorias ao estoque.

A solução recomendada pela própria Sefaz é emitir uma NF-e de estorno que vai compensar o imposto pago e retornar as mercadorias ao estoque.

 

Como emitir uma nota fiscal de estorno?

A nota fiscal de estorno terá algumas características que deverão ter sua atenção, principalmente no tipo de documento e  finalidade de emissão da nota fiscal. Estas mudanças são rápidas e devem ser conferidas pelo seu contador a fim de evitar problemas futuros.

Portanto para emitir sua nota de estorno você deverá ter as seguinte configurações:

  1. Tipo do documento = “0 – Entrada”
  2. Finalidade de emissão da NF-e (campo FinNFe) = “3 – NF-e de ajuste”
  3. Descrição da Natureza da Operação (campo natOp) = “ Estorno de NF-e não cancelada no prazo legal”
  4. Referenciar a chave de acesso da NF-e que está sendo estornada (campo refNFe)
  5. Dados de produtos/serviços e valores equivalentes aos da NF-e estornada
  6. Códigos de CFOP inversos aos constantes na NF-e estornada (exemplo: a nota de saída tem o CFOP 5101 entao a nota de estorno será 1101).
  7. Informar a justificativa do estorno nas Informações Adicionais de Interesse do Fisco (campo infAdFisco).
  8. Caso sua empresa tenha incidência de PIS e COFINS, verifique com sua contabilidade quais códigos usar

 

Também deverá lavrar um Termo no Livro Registro de Utilização de Documentos Fiscais e Termos de Ocorrências, modelo 6, explicando o ocorrido, e anexar uma declaração do destinatário de que não recebeu a mercadoria constante nessa NF-e.

Fonte: http://nfe.sef.sc.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=145&Itemid=1

 

Exemplo

nota fiscal de estorno – exemplo

 

Sua empresa quer conhecer um emissor de nota fiscal online e grátis, clique aqui.

Alteração da Tabela de NCM – 2019

 

A ENCAT juntamente a Secretaria da Fazenda dos Estados da União, disponibilizou uma nova atualização, conforme Nota Técnica 2016/003 versão 1.50 da NF-e onde altera a tabela de NCM para incluir 9 (nove) novos códigos e excluir outros 9 (nove), nos termos das Resoluções Camex nº 58 e 71 de 2018 e definição da Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB e Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio – MDIC.

O prazo para implantação das alterações:

  • Ambiente de Homologação (ambiente de teste das empresas): 14/12/2018.
  • Ambiente de Produção: 01/01/2019.

Nota Técnica 2016/003 v1.50 – Alteração da Tabela de NCM

Link para Download NT2016/003 v.50: http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/exibirArquivo.aspx?conteudo=oY/whdsoj8M=

A nova tabela de ICMS é encontrada no site www.nfe.fazenda.gov.br em Documentos>Diversos

 

Tem outro emissor gratuito NFe 4.00 alem do Sebrae?

Tem outro emissor gratuito NFe 4.00 alem do Sebrae?

SIM. Sua empresa pode optar por usar emissores de nota fiscal que não precisem de instalação e ainda alguns que não tenham custos mensais. O emissor que você vai escolher deve atender suas necessidades diárias, para que não precise ficar preocupado com suas notas e apenas lidere seu tempo para fechar seus negócios.

Dentre diversos sistemas emissores de NF-e  apresentamos aqui um portal gratuito para emissão de nota fiscal. Sem custo mensal ou pegadinhas, o Gosocket permite que sua empresa emita Notas Fiscais Eletrônicas sem restrições ou limitações. Tudo de forma online e segura, o sistema pode deixar que suas notas fiquem na nuvem, sem preocupações com backup ou instalações.

Se preferir ter o atendimento especial e garantia de guarda das notas por periodo legal, alem de outras vantagens, escolha o plano Premium anual.

Inovações da versão NF-e 4.00 – Gosocket

Inovações da versão NF-e 4.00 – Gosocket

A versão NF-e 4.00 foi disponibilizada de acordo com exigências da legislação da nota fiscal eletrônica, que deveria ser obrigatória a partir de julho/2018 e foi postergada para agosto/2018. Portanto não são alterações exclusivas do produto da Gosocket.

Caso o cliente queira, ainda pode continuar emitindo notas na versão 3.10, somente selecionando no momento de emitir nova nota, até a obrigatoriedade.

O que teve de alterações:

  1. Foi excluído da aba dados da nota, a forma de pagamento (a vista, a prazo, outros).
  2. Foi incluída a nova aba Pagamentos, que é obrigatória, não importa se é nota de venda ou não.
  3. Foi ampliado os tipos de transporte.
  4. Foram incluídas novas críticas.

Na aba Pagamentos

Clicar na parte de baixo, incluir os meios de pagamento existentes na nota.

Selecionar o meio de pagamento.

  • Outros – para o pagamento normal, parcelado ou a vista.
  • Sem Pagamento – se for retorno, remessa, devolução ou outra sem pagamento.
  • Ou outro ser necessário.

Informar a forma de pagamento (opcional). Informar obrigatoriamente o valor do pagamento, que tem que ser igual ao total da nota ou zeros se a ipção for sem pagamento.

O grupo de cartões somente informar se for pagamento com cartão.

Na aba Transporte.

  • Se tornou obrigatório informar a modalidade do frete.
  • Se não tiver transporte informa 9 – sem ocorrência de frete.
  • Qualquer outro, obriga a informar dados do transportador e volumes.

Também outras informações constam na aba notícias. Inclusive as instruções sobre a inclusão da logo da empresa na DANFE.

 

 

O que é o código GTIN?

O que é o código GTIN?

O que é o código GTIN e como quando devo usa-lo?

Recentemente o governo publicou um ajuste mencionando a nova utilização dos códigos de barras, onde terá informação obrigatória na emissão da nota fiscal para diversos segmentos, veja como isso pode lhe afetar.

Detalhamos abaixo informações importantes sobre o GTIN e EAN. As informações foram trazidas diretamente do site da SEFAZ-SP, que pode também ser acessado aqui.

 

1. O que é o código GTIN ?

GTIN – acrônimo para Global Trade Item Number ou seja, é um identificador para itens comerciais desenvolvido e controlado pela empresa GS1. GTIN, anteriormente chamado códigos EAN, é atribuído para qualquer item (produto ou serviço) que pode ser precificado, pedido ou faturado em qualquer ponto da cadeia de suprimentos. O GTIN é utilizado para recuperar informação pré-definida e abrange desde as matérias primas até produtos acabados. GTIN é um termo “guarda-chuva” para descrever toda a família de identificação das estruturas de dados GS1 para itens comerciais. O GTIN pode ter o tamanho de 8, 12, 13 ou 14 dígitos e pode ser construído utilizando qualquer uma das quatro estruturas de numeração dependendo da aplicação. O GTIN-8 é codificado no código de barras EAN-8. GTIN-12 é mais comumente utilizado no código de barras UPC-A, o GTIN-13 é codificado no EAN-13 e o GTIN-14 no ITF-14.


2. O que significa cEAN ?

É o código de barras do produto (antigo código EAN) do produto que está sendo faturado.


3. O que é o cEANTrib ?

É o código de barras do produto (antigo código EAN) do produto tributável, ou seja, a unidade que é utilizada para calcular o ICMS de Substituição Tributária, como por exemplo a unidade de venda no varejo.


4. Qual a diferença entre cEAN e cEANTrib?

Quando o produto faturado for o mesmo que o produto tributável o código enviado no cEAN e no cEANTrib deverá ser informado o mesmo, caso sejam diferentes o cEAN é o código de barras do produto que está sendo faturado e o cEANTrib será o código de barras do produto tributável, ou seja, a unidade que é utilizada para calcular o ICMS de Substituição Tributária. Por exemplo: Compra de um palete com 12 caixas de produtos e cada caixa contém 9 latinhas, onde a venda (faturamento) foi realizado em caixas e a unidade tributável é a lata. O cEAN será o código de barras da caixa com 9 latas e o cEANTrib o código da lata.

5. Como é a estrutura do GTIN-13 ?

ESTRUTURA GTIN-13


6. Quem é o responsável pela atribuição dos GTINs?

A empresa GS1 é a responsável pelas atribuições dos GTINs. No Brasil, a GS1 Brasil, antiga EAN Brasil é sua representante.

www.gs1br.org e (11) 3068-6229.


7. Meu produto não possui o GTIN, preciso me filiar à GS1 Brasil por causa da obrigatoriedade na NF-e?

Caso a empresa queira ter o controle automatizado, e fazer a referência entre o código de barras do produto e a NF-e, a dona da marca deste produto deverá se filiar para obter o GTIN e aplicar o código de barras, mas pelo ajuste SINIEF não existe a obrigatoriedade.


8. Quais os benefícios do GTIN na NF-e ?

Automação no recebimento, melhoria no controle de estoque, conferencia do pedido enviado com a NF-e recebida, código único para controle de produtos, rastreabilidade.


9. Para produtos importados, posso utilizar o código da origem como GTIN?

Sim.


10. Como sei se o produto faturado na NF-e tem o GTIN?

Se a dona da marca for associada a GS1 Brasil o GTIN será iniciado por “789” ou “790”. Entre em contato com a GS1 do país em que a detentora da marca é associada para mais informações:

GS1 Brasil – www.gs1br.org , atendimento@gs1br.org ou (11) 3068 6229

GS1 no Mundo – www.gs1.org/contact


11. Não sou o fabricante do produto, preciso preencher os campos cEAN e cEANTrib?

Sim. Se o produto comercializado na NF- possuir código de barras com GTIN ele deve ser destacado no documento, seja o documento gerado pelo fabricante, distribuidor, revenda, varejo, etc.

Perguntas e Respostas aos principais erros ao emitir uma nota fiscal 4.00

Perguntas e Respostas aos principais erros ao emitir uma nota fiscal 4.00

No site do próprio Gosocket é possível encontrar perguntas e respostas aos principais erros do emissor de nota fiscal (menu ajuda). Neste documento FAQ, o usuário poderá acessar informações a respeito de como começar o emissor e descobrir como resolver alguns problemas.

Mapeamos aqui os principais erros deste documento, para que possa consultar de maneira simples e facilitada.

 

Perguntas e Respostas aos principais erros do emissor de nota fiscal na versão 4.00

Pagamentos é de preenchimento obrigatório.

  • Selecionar o meio de pagamento.
    • Outros – para o pagamento normal, parcelado ou a vista. Sempre informar o valor total da nota.
    • Sem Pagamento – se for retorno, remessa, devolução ou outra sem pagamento.Sempre informar 0,00.

O grupo de cartões somente informar se for pagamento com cartão.

Transporte.

  • Se tornou obrigatório informar a modalidade do frete.
  • Se não tiver transporte informa 9 – sem ocorrência de frete.
  • Qualquer outro, obriga a informar dados do transportador e volumes.

Cobrança

  • Se informadas as parcelas tem que informar os campos da fatura
    • onde o valor liquido tem que ser igual a soma das parcelas.

Ter um suporte faz a diferença

A sua empresa deve emitir notas fiscais mensalmente, podendo usar o sistema gratuitamente. Isso fará que eventualmente ocorram erros ou na aplicação ou no momento de autorização da nota fiscal. Quando o erro aparecer, sua empresa deveria ter o conhecimento de alguns erros comuns, pois podem ajudar na resolução imediata do problema.

O problema está realmente neste conhecimento de erros e soluções comuns. A sua empresa está focada no negócio e não em como emitir cada nota fiscal, e neste momento que o suporte especializado entra. Ter um suporte com profissionais que poderão lhe ajudar em questões de minutos, poderá fazer toda a diferença numa venda.

 

Especialistas em Nota Fiscal

Nossa empresa trabalha com nota fiscal desde o seu início e ao longo dos anos aprendeu muito. Estamos diariamente resolvendo problemas e dúvidas de milhares de usuários pelo Brasil. Com isso geramos satisfação constante de nossos clientes, que agradecem por ter iniciado uma parceria de trabalho mesmo, entre empresas sérias.

Gostamos de ajudar e fazemos isso usando todo conhecimento de mais de 10 anos. Além de nosso suporte, nossos clientes podem optar por usar um emissor de nota fiscal online, seguro e prático. Este sistema provê toda funcionalidade essencial para a emissão e mantenimento das notas fiscais de maneira segura.

Solicite uma conversa ou mesmo teste agora mesmo o emissor e nosso suporte, será um prazer.

Correios passam a exigir a nota fiscal no envio de encomendas

Correios passam a exigir a nota fiscal no envio de encomendas

Os correios a partir do dia 2 de janeiro de 2018, passam a exigir a nota fiscal no envio de encomendas. A medida atende às exigências dos órgãos de fiscalização tributária em relação às legislações para a circulação de mercadorias no país. Mas não afetará os Microempreendedores Individuais – empresários que podem faturar R$ 81 mil por ano.

 

Nota fiscal obrigatória anexada ao envio

Com a norma, nenhuma postagem de encomenda será aceita pela empresa sem o documento ou uma declaração de conteúdo feita pelo remetente. Segundo os Correios, essa regra é específica para a circulação de mercadorias em território nacional. As importações estão sob legislações específicas.

Os Correios também esclarecem que a legislação se aplica a todos os demais transportadores do país. A postagem de qualquer mercadoria sujeita à tributação deve ser acompanhada do respectivo documento fiscal afixado na parte externa da encomenda.

 

Meu produto e empresa não tem tributação, como fazer

Para produtos que não estão sujeitos à tributação, o remetente poderá preencher uma declaração de conteúdo. Disponível nos links abaixo ou nas agências dos Correios. O documento também deverá ser fixada na parte externa.

Link para documento PDF       |         Link para documento DOCX

 

MEI – O que muda com esta nova exigência

Segundo o Sebrae, ao enviar mercadoria para clientes Pessoa Física, o microempreendedor deverá apenas preencher uma declaração de conteúdo da embalagem. O mesmo documento citado acima, disponíveis no site do correio aqui.

Já nas operações para destinatário Pessoa Jurídica, é dispensável a emissão do documento fiscal quando este emitir nota fiscal de entrada. A emissão da nota fiscal na origem, para empresas que compram de Microempreendedor Individual, é obrigatória em alguns estados, como São Paulo.

 

Atenção

Consulte sua receita federal ou até os correios em caso de dúvidas de como preencher os documentos ou anexar em seus envios. Ao exigir a nota fiscal no envio de encomendas, a fiscalização também estará trabalhando mais ativamente, veja como ficar dentro da lei e não pegar nenhuma multa.

Lembro que os Correios ressaltam que essa regra não é nova para as postagens de pessoas jurídicas, já que as empresas de e-commerce já adotam essa prática. A mudança se aplica principalmente para as postagens feitas no varejo, diretamente nas agências.

Como proceder no caso de problemas com a emissão de NF-e? Quais as Contingências?

Como proceder no caso de problemas com a emissão de NF-e? Quais as Contingências?

Problemas com a emissão de NF-e podem parar seu faturamento e até suas entregas, tornando-se em prejuízo. Porém para problemas de comunicação com a Sefaz do seu estado, existem alternativas de emissão, chamado de Contingência.

A emissão em contingência é utilizado quando ocorre algum problema técnico, que pode ser tanto na Secretaria da Fazenda como no ambiente do próprio contribuinte, não havendo como fazer a transmissão do arquivo digital da NF-e.

 

Hoje, a Secretaria da Fazenda permite que, além da emissão da NF-e, algumas modalidades de contingências possam ser utilizadas caso ocorra algum problema.

 

Tabela de Contingências da Nota Fiscal

TipoCaracterísticasQuando UsarO que preciso
Formulário de Segurança (FS-DA)A impressão do formulário de segurança deverá ser feita em duas vias e em papel-moeda. Uma ocorrência deverá ser realizada em um livro próprio para esse fim e, quando o problema técnico for solucionado, a NF-e deverá ser transmitida normalmente.Quando as outras opções não funcionam, devido ao custo com o formulário de segurançaAdquirir o Formulário de Segurança
Evento Prévio de Emissão em Contingência (Epec)É alternativa de emissão de NF-e em contingência com o registro prévio do resumo das NF-e emitidas. O registro prévio das NF-e permite a impressão do DANFE em papel comum. A validade do DANFE está condicionada à posterior transmissão da NF-e para a SEFAZ de OrigemQuando a SEFAZ estiver offline. Custo baixoPapel Normal para Impressão
Sefaz Virtual de Contingência (SVC)Este tipo de emissão somente é utilizado quando a SEFAZ de origem estiver inoperante, e a mesma solicitar a ativação da contingência SVC para o Ambiente Nacional.Tambpem tem a vantagem de eliminar a necessidade de emissão da NF-e em uma série específica e sem a necessidade de transmissão da NF-e para a SEFAZ de origem.Quando a SEFAZ estiver offline e habiltar este serviçoPapel normal

 

Não deixe de emitir sua nota fiscal

A parada na emissão de nota fiscal pode gerar problemas para sua empresa. A entrega, satisfação do cliente e custos operacionais podem ser afetados, caso sua empresa tenha que ficar parada. Tenha sempre um sistema que habilite a opção em contingência, deixando você escolher a melhor opção.

Conhecer suas possibilidades melhora seu relacionamento com a nota fiscal. Conheça um emissor online que permite sua empresa, cadastrar e gerenciar suas emissões, além de permitir emitir todo tipo de nota fiscal.